Salvador Sobral já está na final do Festival Eurovisão da Canção

7 anos depois Portugal, com a música “Amar pelos dois”, chega a uma final do Festival Eurovisão da Canção, que este ano decorre em Kiev, na Ucrânia.

A prestação de Salvador Sobral foi a mais vista na página de Facebook da organização do certame.

Salvador Sobral está na final do Festival Eurovisão da Canção. O representante português classificou-se esta terça-feira na primeira semifinal do concurso. Voltará assim a interpretar "Amar pelos dois", tema composto pela irmã Luísa Sobral, na final do certame, que se realiza no próximo sábado em Kiev, na Ucrânia.

 Sobral cantou numa "bolacha" a meio do público, que acendeu as luzes dos telemóveis para o acompanhar e respeitou o silêncio pedido pela organização durante a sua prestação, a nona das 17 da noite.

Na página de Facebook da Eurovisão, onde todas as atuações foram publicadas em vídeo, a do músico português, de 27 anos, é a que reúne até ao momento mais visualizações, com uma margem bastante: chegou às 400 mil, enquanto os restantes concorrentes ficaram quase todas abaixo das cem mil.

O festival foi, de resto e ao longo de toda a emissão, "trending topic" no Twitter, chegando a ser mesmo o assunto mais comentado na rede social.

Segundo o site eurovisionworld.com, dedicado ao concurso, Portugal surge no segundo lugar numa média de várias casas de apostas. O mesmo se tem vindo a sentir pelas reações nas redes sociais e pelos comentários de meios de comunicação estrangeiros.

Em cada semifinal - a segunda realiza-se na quinta-feira - participam concorrentes de 18 países. A final é disputada no sábado por representantes de 26 territórios: os 20 qualificados nas semifinais, os denominados ‘Cinco Grandes’ (França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido) e o país anfitrião (Ucrânia). A primeira semifinal e a final serão emitidas em direto, a partir das 20:00, e a segunda semifinal em diferido, pelas 22:00, na RTP.

“Amar pelos dois”, composta por Luísa Sobral, venceu a 06 de março a final do Festival da Canção, que decorreu no Coliseu dos Recreios em Lisboa e foi disputada por oito canções.

Com a canção “Amar pelos dois”, Portugal regressa à Eurovisão, após um ano de ausência, onde se estreou em 1964. A melhor classificação portuguesa no concurso foi um sexto lugar em 1996, com a canção “O meu coração não tem cor”, interpretada por Lúcia Moniz. A última vez que Portugal competiu numa final do Festival Eurovisão da Canção foi em 2010.

Este ano, Portugal poderá obter um dos melhores resultados de sempre, a avaliar pelas apostas e pelas reações que têm sido difundidas nas redes sociais ou pelo destaque dado ao cantor português por meios de comunicação social estrangeiros.

De acordo com o ‘site’ eurovisionworld.com, dedicado ao concurso, Portugal surge no segundo lugar numa média de várias casas de apostas. Itália, com a canção “Occidentali´s Karma” interpretada por Francesco Gabbani, é apontada como o país favorito para vencer a edição deste ano.

À parte da participação portuguesa, esta edição do Festival Eurovisão da Canção ficará marcada pelo conflito entre a Ucrânia e a Rússia.

A 13 de abril, a Rússia anunciou que não iria participar no concurso após a Ucrânia ter impedido a entrada da concorrente russa em território ucraniano.

De acordo com a Agência France Presse, a cantora Yulia Samoylova está proibida de entrar na Ucrânia durante três anos, por ter dado um concerto na Crimeia em junho de 2015, após a anexação russa daquela península em 2014.

Entretanto, a organização do festival sugeriu à Rússia a possibilidade de participar no festival com uma atuação via satélite, algo que foi imediatamente rejeitado. A cadeia de televisão russa Perviy Kanal anunciou na quinta-feira que não irá emitir o concurso devido à interdição. Depois deste anúncio, a organização do Festival Eurovisão da Canção divulgou que a Rússia “não está em condições de participar na competição deste ano”.

Além disso, a organização do festival, que insiste na participação da cantora russa, ameaçou excluir a Ucrânia das próximas edições do concurso se Kiev insistir em proibir a entrada de Yulia Samoylova no país.

Fonte:Lusa

Last modified onquarta, 10 maio 2017 16:32

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Outras Informações

Militares do Exército e Marinha reforçam…

Cerca de 200 militares do Exército e da Marinha vão patrulhar de hoje a domingo áreas de floresta em dez distritos do país com maior risco de incêndios, anunciou hoje...

13-07-2017 Hits:22 Notícias Nacionais

Read more

Órgãos históricos de Santarém recebem no…

O centro histórico de Santarém acolhe no sábado um “périplo de sete mini-recitais”, com sete organistas a tocarem os órgãos históricos existentes em templos da cidade.

13-07-2017 Hits:27 Noticias Regionais

Read more

Câmara da Moita investiga aparecimento d…

A Câmara Municipal da Moita está a investigar o surgimento de vários animais mortos, em especial patos, na confluência do Rio da Moita com a Caldeira da Moita, junto ao...

12-07-2017 Hits:23 Noticias Regionais

Read more

Vitivinicultores de Setúbal estimam queb…

Os vitivinicultores de Setúbal vão pedir ajuda ao Governo para fazer face aos prejuízos provocados pela onda de calor do passado mês de junho.

12-07-2017 Hits:25 Noticias Regionais

Read more

Paulo Bragança regressa aos palcos nacio…

Paulo Bragança, fadista que fez parte do catálogo da discográfica de David Byrne, regressa aos palcos nacionais no Festival Caixa Alfama, que se realiza nos dias 15 e 16 de...

12-07-2017 Hits:32 Noticias Da Música

Read more

"Be True" é o regresso dos Han…

Já toca na Ultra FM, "Be True" é o primeiro single do próximo disco de Hands on Approach e produzido por Vasco Ramos - Producer.

12-07-2017 Hits:32 Noticias Da Música

Read more

O site da Ultra FM usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Mais informação aqui.