Exigida requalificação de escola secundária de Évora com 40 anos

A requalificação da Escola Secundária André de Gouveia (ESAG), em Évora, com quase 40 anos de existência, foi hoje reclamada pela diretora do agrupamento escolar, que apelou a uma “união de forças” que viabilize a intervenção.

“Este é o momento de fazermos força para tentarmos ultrapassar uma situação de desigualdade em relação às outras duas escolas secundárias” da cidade, afirmou à agência Lusa a diretora do Agrupamento de Escolas n.º4 de Évora, Maria de Lurdes Brito.

Realçando que a ESAG “está sempre em desvantagem” face às outras escolas secundárias de Évora, a Severim de Faria e a Gabriel Pereira, que foram modernizadas, a responsável alegou que “a imagem conta para que os alunos se sintam melhor acolhidos”.

A diretora do agrupamento escolar falava à Lusa a propósito de um ofício que enviou aos deputados eleitos pelo círculo eleitoral de Évora e aos candidatos à presidência do município nas próximas eleições autárquicas.

“Pretendemos que se encontrem forças para, junto do Ministério do Educação, apelarmos em conjunto para a requalificação da escola, uma vez que existem fundos e que se não forem gastos podem ser remetidos para outros projetos”, disse.

Maria de Lurdes Brito adiantou que a requalificação da Escola Secundária André de Gouveia está “no mapeamento prioritário” da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) e que existem “fundos europeus destinados” à escola.

“Por muito bem conservada que a escola esteja, há infraestruturas, como esgotos, canalizações e eletricidade, que precisam de uma intervenção mais de fundo do que as pequenas reparações que podemos ir fazendo”, advertiu.

A responsável defendeu a requalificação do estabelecimento também para valorizar o seu gimnodesportivo e um espaço de quatro hectares de espaço livre, assim como o “importante espólio de fósseis e livros”.

Questionado hoje pela Lusa sobre a necessidade de requalificação da escola, o presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá (CDU), respondeu que “o Governo é que tem de responder”, observando que, “aparentemente, não quer fazer a intervenção na escola”.

Uma das soluções que viabilizaria as obras na ESAG era a Câmara Municipal de Évora assumir uma parte da contrapartida pública nacional do projeto, mas o autarca alentejano recusou tal cenário.

“O que o Governo propõe é que, em vez de usarmos o dinheiro municipal para recuperar escolas da responsabilidade do município, desviássemos o dinheiro para financiar o Governo e uma escola que é responsabilidade do Governo”, referiu.

Indicando que a câmara não aceita a proposta, Pinto de Sá disse que a o município está a enfrentar “dificuldades em arranjar financiamento” para cinco escolas que são da sua responsabilidade e que precisam de ser intervencionadas.

“Há dinheiro no quadro comunitário e aquilo que o Governo tem a fazer é mobilizar esse dinheiro e fazer a obra que lhe compete”, concluiu.

Fonte:Lusa

Last modified onquarta, 07 junho 2017 15:47

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Outras Informações

Festicante em Aljustrel promove cante al…

Concertos de Bonga, YamiAfriKa com Miguel Ângelo e Angola Zone com Nancy Vieira marcam o 2.º Festicante, que decorre entre sexta-feira e domingo, em Aljustrel, para promover o cante alentejano...

13-09-2017 Hits:72 Noticias Regionais

Read more

"Portugal em Revista", no Teat…

No ano em que o Teatro Maria Vitória comemora 95 anos, Hélder Freire Costa prepara-se para surpreender tudo e todos com uma espetacular Revista à Portuguesa "Portugal em Revista". Paulo...

13-09-2017 Hits:58 Passatempos

Read more

Orquestra Gulbenkian e "Santarém Ja…

Um concerto com a Orquestra Gulbenkian, no próximo dia 21, no Convento de S. Francisco e a primeira edição do "Santarém JazzFest", dia 30, são destaques da programação do Centro...

12-09-2017 Hits:71 Noticias Da Música

Read more

Salas fechadas ao público do Palácio de …

O festival In'Musica, com três concertos de música dos séculos XVIII e XIX, realiza-se entre sexta-feira e domingo em salas do Palácio de Mafra que costumam estar fechadas ao público.

12-09-2017 Hits:65 Noticias Da Música

Read more

Estreia de Ana Bacalhau e regresso de Or…

A estreia a solo da vocalista dos Deolinda, Ana Bacalhau, o regresso dos Orelha Negra e a homenagem de Camané a Alfredo Marceneiro estão entre os discos portugueses a editar...

04-09-2017 Hits:85 Noticias Da Música

Read more

Programação do Teatro Virgínia com Nouve…

A programação até dezembro do Teatro Virgínia, em Torres Novas, inclui nomes da música, do teatro, da dança e do novo circo, como Nouvelle Vague, Ana Moura, Mala Voadora, Teatro...

04-09-2017 Hits:72 Noticias Da Música

Read more

O site da Ultra FM usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Mais informação aqui.