“Brilho” de Inês Monstro foi eleito um dos álbuns do ano pela Blitz

“Brilho” de Inês Monstro foi eleito um dos álbuns do ano pela Blitz

O álbum “Brilho” de Inês Monstro foi eleito um dos Melhores Álbuns do Ano pela BLITZ/Expresso. 

Editado em outubro, o disco é composto por 8 faixas da autoria da artista e alia os poemas a ritmos fortes e disruptivos, apoiados em guitarras e percussões marcantes, cruzando os universos da Pop, Hyperpop, Eletrónica e música de cariz Urbano.

Para a cantora e compositora “fazer parte da lista da BLITZ/Expresso é uma honra e sinto-me muito feliz por estar junto de artistas e trabalhos que admiro, ouço e me inspiram muito”. Sobre o álbum, Inês Monstro conta que “é centralizado em temáticas focadas no desenvolvimento da condição humana, como o amor, a traição, a saúde mental, a vulnerabilidade ou o desejo”. “Brilho” é “uma visão plural, pessoal e artística em que aceito a dualidade de conviver com o belo e o grotesco presentes à nossa volta e nos nossos ‘monstros’ interiores”, completa ainda. 

Com o contributo de Choro na produção musical, Rita Onofre na composição e letras, Matheus Paraizo na faixa ‘Perto’ e gravado na Great Dane Studios, o álbum “Brilho” apresenta a cantautora e performer através de músicas polarizantes e tece novas linhas da Pop portuguesa. Em temas como ‘P’ra Deixar Tua Calma’ deixa-se influenciar pelo Hyperpop e por referências de artistas como Björk, Sevdaliza e Arca, transporta-nos para o universo mais Urbano com ‘Hipnose’, define sonoridades Pop atuais em ‘Porque Te Quero’ e ‘Tanto Tempo’ e viaja até espaços sonoros de música Eletrónica com o tema ‘Sina’.

Além da componente musical, Inês Monstro lidera a direção criativa de todos os videoclipes do disco e do espetáculo ao vivo que apresentou no Musicbox, em Lisboa, e na Casa do Alentejo, que recebeu a artista com sala cheia no festival Super Bock em Stock 2023.

Fonte:Morada

Partilhe este artigo: